“Não me prendo a nada que me defina. Sou companhia, mas posso ser solidão. Tranquilidade e inconstância. Pedra e coração. Sou abraços, sorrisos, ânimo, bom humor, sarcasmo, preguiça e sono! Música alta e silêncio. Serei o que você quiser, mas só quando eu quiser. Não me limito, não sou cruel comigo! Serei sempre apego pelo que vale a pena e desapego pelo que não quer valer…”

Clarice Lispector

terça-feira, 25 de outubro de 2011

"Farsa" e outras - Suzy Lopes no Sarau Rosa

video

FARSA

Desconfio que alguém vive minha vida
Estou sempre à margem do que vejo
O que almejo chega como um sonho
e logo acordo.

Acho que outra está com minha vida
Não sinto o que devo sentir
Não tenho o que devo ter
Não escuto o que devo ouvir.

Suponho que alguém está além
por trás desse fino véu
onde vejo minha história
mas está longe do que posso tocar,
distante dos meus dedos.

Agora sei!
Outra finge ser eu
e até agora não consegui provar
que ela é a farsa
e não eu.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

O sexo do mundo


"Tinha medo de encarar o mundo, mesmo sem entender direito o que era o Mundo. Até ali ele restringia-se a férias na praia, tardes na casa da avó, brincando no quintal com minhocas e flores que transformava em perfumes. Não tinha muita paciência para brincadeiras com bonecas, vestidos e coisas de meninas. Aliás, parecia gostar mais das aventuras dos garotos: subir em árvores, jogar bola, correr. Talvez tenha sido um defeito físico, apenas um detalhe."
(De uma quase nada menina)

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Poesia+teatro+dança+música no Empório = combinação perfeita

BANDEIRA BRANCA

Não quero a paz branquinha
com a cara pálida.
Quero cor com gosto de felicidade,
adrenalina.

Não quero a paz sem graça,
o silêncio doendo os meus ouvidos.
Quero o barulho dos sorrisos, dos olhares de desejo.

Não quero a paz dos lugares vãos.
Quero a sala cheia de avós, crianças.
Quero ver-me nas rugas dos asilos
e recomeçando
nos berços inundados de vida nova.

A minha paz tem a cara do recomeço,
do círculo em pleno movimento.

A paz anda, fervilha
rompe
esses rótulos de bandeira branca.

* Um dos poemas lidos por Suzy Lopes na noite de 04 de outubro de 2011.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Café em Verso e Prosa faz Sarau Rosa nesta terça no Empório Café

O projeto "Café em Verso e Prosa" acontece nesta terça feira, às 20h30 no Café Empório e tem como tema uma ótima causa: trata-se do “Sarau Rosa” em menção ao “Outubro Rosa”, movimento que acontece no mundo inteiro. O nome remete à cor do laço que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e a participação da população, empresas e entidades. Este movimento começou nos Estados Unidos, onde vários estados tinham ações isoladas referentes ao câncer de mama no mês de outubro.
No Brasil, a primeira iniciativa aconteceu em 2002 quando o Obelisco do Ipiranga (em São Paulo) foi iluminado de rosa. Assim vários monumentos do Brasil como o Cristo Redentor (RJ), Opera de Arame (PR), Barra Nova (CE), Memorial JK (DF) e muitos outros já receberam a iluminação rosa pelo evento no mês de outubro.
Em outubro de 2011, novamente as entidades relacionadas ao câncer de mama e empresas se unem para expandir a campanha. Em João Pessoa, a empresária Rosana Porpino procurou Suzy Lopes, organizadora do “Café em Verso e Prosa”, para sugerir o movimento como tema. Deste convite, surge mais uma ação do “Outubro Rosa” em nossa capital, o Sarau Cor de Rosa.
“Fiquei muito feliz com a proposta de Rosana, até pelo fato de que embora seja um movimento que acontece no mundo inteiro, aqui em nossa cidade ainda é pouco conhecido, e me sentir fortalecendo um evento como este me faz muito feliz”, afirma Suzy Lopes, que também adianta que a noite rosa do sarau além de ser 'cor de rosa' terá como figura central a mulher. A performance de abertura trará poesias de Elisa Lucinda, Viviane Mosé, Cora Coralina, Florbela Espanca, Janice Japiassu, Alice Ruiz e Cyelle Carmem (que lançou recentemente um livro com poemas chamado “Luzes de Labirinto” pela CBJE – Câmara Brasileira de Jovens Escritores).

Como convidados, o Café em Verso e Prosa receberá Rosana Porpino, a cantora paraibana Cida Alves e o compositor e cantor Geovan Morais. A dança também estará presente com três apresentações: Nyka Barros, Aretha Paiva e Flávia Galvão. O teatro será representado por Daniel Porpino e pela Cia. Dos Truques com a performance “Ritual”. A noite ainda terá a presença de Hector Morais, um garoto de 12 anos recitando poemas de sua autoria. Estarão presentes também os Amigos do Peito e a Rede Feminina de Combate ao Câncer de Mama.

SERVICO:
Café em Verso e Prosa apresenta: SARAU ROSA
Terça-feira, 04/10, às 20h30
Empório Café. Rua Coração de Jesus, 199 (Feirinha de Tambaú). 3247 0110.
Twitter: @EmporioCafe | Facebook: /EmporioCafe
http://emporiocafejp.com.br/
Café em Verso e Prosa apresenta: SARAU ROSA
Terça-feira, 04/10, às 20h30
Empório Café. Rua Coração de Jesus, 199 (Feirinha de Tambaú). 3247 0110.
Twitter: @EmporioCafe | Facebook: /EmporioCafe
http://emporiocafejp.com.br/
Augusto Magalhães, com Assessoria do projeto

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

O Mundo


"Sempre achou que era uma menina diferente, só não sabia dizer o porquê. Nem teria para quem dizer, pareceria estranho e desagradável. Queria isentar-se de qualquer culpa, seja ela realmente sua ou não. Tinha medo de encarar o mundo, mesmo sem entender direito o que era o Mundo."